segunda-feira, 2 de novembro de 2009

As 20 Essenciais de Michael Jackson – Parte 2


Continuando com a estréia da seção Essenciais, a segunda parte da seleção musical do indispensável de Michael Jackson:

PARTE 3 – DANGEROUS: O ÚLTIMO GRANDE MOMENTO?

Em 1992, Michael Jackson já tinha passado por dezenas de plásticas, e de vez em quando era capa de tablóides por causa de suas esquisitices. Mas fora desse cenário, o álbum “Dangerous” parece ser o último grande trabalho de Michael, não tão forte quanto “Thriller” mas com músicas que certamente entraram para a história da música pop.

Black or White, por exemplo, une um video caríssimo cheio de efeitos especiais e participações que vão dos Simpsons a Macauley Culkin, a uma letra que exalta a igualdade. Pena que a dança alucinante de MJ ofusque a importante mensagem da música...

Heal the World é o hino da esperança de Michael, que certamente é uma das músicas mais lembradas do artista; também com um arranjo de pop-balada, Will You Be There ficou marcado como tema de “Free Willy”, mas também como um dos momentos mais tocantes dos shows de MJ, com o seu emocionado encerramento que levava os fãs às lágrimas.

Give in to Me é lembrada pelos mais roqueiros, até por reunir Michael a outro gênio da década de 90, o guitarrista do Guns n’ Roses Slash, criando um rock memorável com um solo de guitarra inconfundível.

Pra fechar a lista do álbum, uma canção menos conhecida: Gone too Soon, uma homenagem ao jovem Ryan White, de 18 anos, morto devido a AIDS e que havia lutado na justiça pelo direito de freqüentar a escola pública e contra o preconceito aos portadores do HIV. Uma música especialmente tocante, uma das mais belas letras de Michael Jackson sem dúvida.

PARTE 4 – O CANTOR QUE EMOCIONAVA MULTIDÕES

O Michael Jackson cantor algumas vezes é deixado de lado por causa de sua tremenda habilidade como dançarino. Portanto, seguem as cinco mais belas músicas de MJ dos álbuns não mencionados acima:

Man in the Mirror nos faz refletir como poucas canções; Smile, composta por Charlie Chaplin e gravada por MJ em 1995, nos faz sentir o que o cantor sente... É simplesmente fantástica! Em You Are Not Alone, Michael canta uma canção de amor como poucos (embora, convenhamos, o clipe pouco tenha a ver com a música); Stranger in Moscow revela o artista solitário e isolado, tantas vezes incompreendido.

Por fim, do último álbum de Michael Jackson, “Invincible” (2001), a música Cry, que bem poderia ser uma nova versão de “Heal the World”; por não ter a presença de MJ no clipe (devido a desavenças com a gravadora), poderia ser mesmo um sinal do afastamento de Michael dos palcos – pelo menos até 2009, quando retornaria na turnê “This is it”.

Por sinal, This is it serve bem como um “bônus” desta seção Essenciais. Afinal, tão importante quanto conhecer as vinte canções mencionadas acima, é conhecer aquela que provavelmente será a última música inédita finalizada por Michael Jackson que ouviremos. Claro que poderemos ter em breve o lançamento de outras canções nunca lançadas, mas “This is it” já estava pronta para o lançamento nos shows da turnê final.

Então, concorda? Discorda? Comente e deixe sua opinião ou sugestão para as próximas seções “Essenciais”!

Um comentário:

sosvip disse...

Muito boa a postagem!!!
Não é que gosta mesmo de MJ!!!
Sem dúvida alguma um artista completo!!!
Mas acho que vc esqueceu uma referência MUITO importante: Smooth Criminal.
Seria um pecado deixá-la de fora das 20 mais do Michael Jackson.
Abração