domingo, 27 de dezembro de 2009

Grammy 2009: Álbum do Ano

Continuando com a série Grammy 2009, vamos a outra categoria importantíssima na maior premiação da indústria da música, aquela que premia o melhor disco lançado no último ano: “Album of the Year”.

Esta é provavelmente a categoria mais eclética e diversificada entre as principais: nenhum vencedor se repetiu nestas últimas dez edições do Grammy. Além disso, nem sempre o vencedor foi o artista que esteve mais em evidência durante o período avaliado, o que mostra que a qualidade das canções é o principal critério de avaliação.

Entre os últimos vencedores, representantes do rock (como Santana e U2), do jazz (Norah Jones e Ray Charles, por exemplo), do pop (alguém aí lembra do OutKast?) e nomes pouco conhecidos aqui no Brasil, como Alison Krauss (que venceu ano passado e participou do álbum vencedor de 2001, a trilha sonora “O Brother, Where Art Thou?”). Esta 52ª edição do Grammy traz cinco bons indicados – e uma surpresa.

Pra começar, a grande favorita da noite vem com um trabalho excepcional, neste que é certamente seu melhor álbum. Beyoncé Knowles chega ao topo em seu terceiro disco solo, “I Am... Sasha Fierce”, mostrando neste trabalho seu incrível potencial vocal em lindas canções românticas, como “If I Were a Boy” e “Halo”, em músicas dançantes como “Sweet Dreams” e o hit “Single Ladies”, se arriscando até mesmo com uma música religiosa, a tradicional “Ave Maria”. Pelo conjunto da obra, e pelo incrível momento na carreira, Beyoncé é favorita absoluta.

Os quatro adversários da diva têm diferentes armas a seu favor nesta disputa. O álbum “The E.N.D. (Energy Never Ends) do The Black Eyed Peas, por exemplo, têm no seu currículo dois singles que, sem interrupção, passaram incríveis seis meses na liderança da Billboard Hot 100, principal medidor de sucesso nos EUA. “Boom Boom Pow” ficou doze semanas seguidas à frente, sendo imediatamente superado por “I Gotta Feeling”, que segurou a liderança por mais quatorze semanas.

A Dave Matthews Band é o tradicional concorrente do rock na categoria. Apesar de não ter tido grande repercussão comercial, o álbum “Big Whiskey and the Groogrux King” conta com um produtor de peso: Rob Cavallo, um verdadeiro Midas do pop-rock que já produziu nomes de sucesso como Green Day, My Chemical Romance e, mais recentemente, Paramore.

Taylor Swift, por sua vez, representa a renovação do country, e trouxe ao gênero uma popularidade mundial como não se via desde o fenômeno Shania Twain, em meados dos anos 90. Apesar de “Fearless” ser apenas seu segundo disco de trabalho, a cantora já mostra seu potencial, principalmente pela elogiável iniciativa de compor todo o álbum, que reúne novas pérolas do pop romântico, como “You Belong With Me” e a shakespeariana “Love Story”, e belas músicas country, como “White Horse”.

Por fim, o outro grande fenômeno pop atual, a bizarra Lady GaGa, que nesta edição consegue cinco indicações pelo seu disco de estréia “The Fame”. Se as esquisitices de Michael Jackson na década passada atrapalharam seu desempenho no Grammy, não se pode afirmar que o mesmo ocorrerá com o disco de GaGa. E mesmo que aconteça, músicas como “Poker Face”, “Paparazzi”, “Just Dance” e os muitos singles deste trabalho da cantora pop não serão facilmente esquecidos. Até porque a versão deluxe do álbum, com oito novas faixas, tem músicas com potencial de levar a cantora outras indicações ano que vem: vide o sucesso de “Bad Romance” e a incrível performance vocal na balada “Speechless”.

Porcentagem do palpite:

“I Am... Sasha Fierce” (Beyoncé)............................................. 50%
“Fearless” (Taylor Swift)......................................................... 20%
“The Fame” (Lady GaGa)........................................................ 20%
“The E.N.D.” (The Black Eyed Peas)......................................... 5%
“Big Whiskey and the Groogrux King” (Dave Matthews Band).. 5%

** Quer dar seu palpite? Deixe sua opinião nos comentários, se você concorda ou discorda! **

Um comentário:

P.C. Carlos disse...

Gostei muito da sua analise, Rubens tem razão, seu blog é muito show.

www.harmoniaemamarelo.blgospot.com