sábado, 26 de dezembro de 2009

Grammy 2009 - Música do Ano

Prosseguindo com a cobertura do Grammy 2009, alguns comentários sobre a categoria Música do Ano...

Olhando para trás, esta categoria muitas vezes anda junta com a de Gravação do Ano: em metade das dez últimas edições, a mesma música venceu em ambas (1999, 2000, 2002, 2006 e 2007). Os outros vencedores foram Alicia Keys (2001, Fallin’), Luther Vandross (2003, Dance with my Father), John Mayer (2004, Daughters), U2 (em 2005 com Sometimes You Can’t Make It On Your Own) e Coldplay (por Viva La Vida em 2008).

À primeira vista, a disputa neste categoria é mais acirrada do que na anterior. Mas se analisarmos a fundo as cinco indicadas, é possível dar um palpite razoável.

Músicas dançantes não combinam com o padrão de escolha da Academia para Música do Ano – Uma salsa-pop de Santana, o country das Dixie Chicks e a batida pop de Amy Winehouse são o mais perto disso que já ganhou este gramofone de ouro...

Por esse ângulo, “Poker Face” e “Single Ladies” saem da lista. Na realidade, chega a surpreender a indicação desta última ao Grammy. Não que a música seja ruim, mas ela definitivamente não se encaixa no que seria uma “composição-modelo”, digna de um prêmio. Será que foi o clipe (simples, mas genial) que conquistou os votantes? (risos) Apesar disso, este pode ser o ano da Academia quebrar seus paradigmas e premiar Beyoncé ou GaGa; novamente, não seria surpresa!

“Pretty Wings” representa o R&B romântico, e pode ser uma boa aposta para levar o gramofone. Representa o retorno de Maxwell após sete anos sem gravar e é uma excelente música. Além disso tudo, tem um estilo parecido ao de vencedores anteriores desta categoria, como “Daughters” e principalmente “Fallin’”. Pelo critério mais lógico, é a escolha natural da Academia. Mas para ameaçar a vitória de “Pretty Wings”, há duas boas canções com chances plenas de levar o Grammy de Música do Ano:

“Use Somebody”, do Kings of Leon representa bem o rock nesta categoria e é uma composição muito boa; parece ser esta a hora da consagração da banda de Nashville, o que não significa necessariamente que será com o gramofone desta categoria.

Por fim, temos “You Belong With Me” de Taylor Swift. É inegável o favoritismo da loira em qualquer categoria, eleita pela revista Billboard como Artista do Ano. Mas seria desrespeito atribuir uma possível vitória apenas à popularidade a cantora; sua capacidade como cantora e compositora é indiscutível.

Porcentagem do palpite:

“You Belong With Me” (Taylor Swift)............... 30%
“Pretty Wings” (Maxwell)................................ 30%
“Use Somebody” (Kings of Leon)..................... 25%
“Poker Face” (Lady GaGa)............................... 10%
“Single Ladies (Put a Ring on it)” (Beyoncé)...... 5%

** Quer dar seu palpite? Deixe sua opinião nos comentários, se você concorda ou discorda! **

Um comentário:

Thaíssa disse...

sinceramente eu acho q esse a taylor papa facil. e como zebra eu diria a lady gaga